terça-feira, 11 de agosto de 2009

caminhando sobre os teus olhos;

a primeira música tem o sabor largo do teu riso...
a outra tem o cheiro do teu corpo...
e tantas mais tem o tato doce da tua voz sobre os meus ouvidos atentos...

eu te olhava e tu sorria um sorriso bonito, de covas largas, na nossa noite sob o quarto infinito... e a palavra simples nunca me pareceu tão singular e tão certa. simples como é sentir e viver em ti e tu viver em mim... e o meu coração pulsando no teu suspiro.

4 comentários:

Labes disse...

definitivamente não há palavras. somos, apenas. docemente. beijo.

Cláudia I, Vetter disse...

ai; além desse texto ,esse comentário?...
covardia.
eu vou em calar.
e meu coração vai se aquecer.

;)

Cláudia I, Vetter disse...

me*

Nelson disse...

Só faltou a conjunção carnal.