domingo, 22 de fevereiro de 2009

marcas de guerra.

Esse nome nunca foi tão perfeito, grito rock. Saímos dessa longa incubação e gritamos. Gritamos agora não mais só para nossos estômagos. Jogamos toda a comida azeda do mundo não mais à beira de um penhasco, mas sim diante de uma multidão. E começamos...

Marcas de guerra, e o que você tem a dizer?

3 comentários:

bea disse...

sobre as marcas de guerra: eu queria ver VOCÊ tendo algo a dizer, que não fosse um julgamento extremamente insensível sobre a vida alheia, ou mais propriamente, a minha vida.

bea disse...

sobre as marcas de guerra: eu queria ver VOCÊ tendo algo a dizer, que não fosse um julgamento extremamente insensível sobre a vida alheia, ou mais propriamente, a minha vida.

bea disse...

saco, saiu duas vezes. mas é um ato falho condizente com a raiva.