segunda-feira, 18 de agosto de 2008

sintonia

Chego da cidade arranha céu com um turbilhão passando pela mente. Tudo o que precisava era sentar e sintetizar aqui tudo o que se passou nesses três dias. Então, chego à praça e uma cena me paralisa e me faz voltar no tempo. Há um ano estávamos aqui. E tudo me fugiu à mente. De vida bolha à quase estranhos.

2 comentários:

Cláudia I. Vetter disse...

ah, eu acho que toca.

clarice ♥

bea disse...

aiaiai...
se for o que eu tô pensando, isso vai dar um trabalho...