domingo, 28 de março de 2010

Há quem consiga desmanchar paredes com um olhar. E só com um toque apaziguar as rachaduras que insistem tanto em lutar entre si. E enfim, fazer do tempo um estado palpável (pela pele ou coração).

2 comentários:

Luiz Esparrachiari disse...

O olhar, tal como a água, líquida, derramada sobre um plano seco desvenda caminhos percorrendo as rachaduras do piso, deixando tudo úmido, para então, permitir escorrer, sem atrito, bases de concreto, e assim despir a natureza.

Fern. disse...

Dependendo de quem emite o olhar, isso e mais é possível...