sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Tão breve e prematuro desconcerto...
Pequeno, mal sobreviveu até o parto...
Os olhos são guias em caminhos cegos
E o brilho dos teus são só teus
mas iluminam tantos outros...
e seca lentamente pela dúvida,
e enfim, pela certeza.
Há tanto e tão pouco nesses desencontros...

2 comentários:

Tiago disse...

De vez em quando é desencontrando que inventamos o mundo.

T.

.ana disse...

tati sempre inspirada!
fazia tempo que não passava aqui... me desencontrei!

:**