quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Às vezes a distância é tão grande que não cabe dentro do peito. E ele pulsa, pulsa... a ponto de explodir. É... acho que isso é saudade.

Um comentário:

Fern. disse...

Saudade difícil de decifrar é a mais chatinha de sentir...