segunda-feira, 13 de setembro de 2010

blue monday.

Meus amores são azuis. Turbulentos e calmos como o mar... imensos como só ele também... água como o elemento que corre pela minha pele, que aguça meus ouvidos, que é tão sinestésico, que faz meus olhos e ouvidos atentos. Eu guardo no tempo, pra sempre, alguns pedacinhos desses mares, dos instantes mais preciosos, que poderiam ser tão óbvios, mas eu funciono de alguma forma fluída e sem sentido aparente, então, são alguns pedaços únicos e que só fazem sentido pra mim. Eu poderia descrever o que é o amor pelo estímulo que certas coisas me causam... uma voz, selvagem e rouca e tão de menino enquanto gemia de prazer... um abraço em uma esquina amarelada, em que corpos eram vento e vento era só cor... um sorriso que lembrará pra sempre brilho eterno de uma mente sem lembranças... mais do que qualquer outra coisa é dessas lembranças que se alimenta o meu amor. Eu sei do meu amor quando me toca qualquer instante desse... sei do meu instante-já pela sensação que me causa. Eu amo, como numa tela impressionista, pela mistura das cores, embaçadas e fluídas, que se entrelaçam em harmonia diante do nosso olhar, que se juntam, de alguma forma não nítida, que impressiona e toca. Como o vermelho que sangra da floresta de Portinari. Eu sei que eu amo pela vibração da minha pele enquanto eu leio cada linha tua escrita à pele e coração, vestidas de um olhar dedicado à ver e reparar em alguém que o mundo esqueceu.

Meus amores são como a sensação calma que uma música pode provocar nessa noite silenciosa penetrando e saindo do meu corpo a cada instante...

2 comentários:

Flavih Jones disse...

Eu sei que eu amo pela vibração da minha pele enquanto eu leio cada linha tua escrita à pele e coração, vestidas de um olhar dedicado à ver e reparar em alguém que o mundo esqueceu.

Que perfeito.
Adorei. =)

Beijos

.ana disse...

tati, que maravilha. tão bom ler isso...
[falando em olhares, hj eu ia andando pela rua e pensando em tudo que mora no meu olhar... como se fossem cicatrizes. nem tem como disfarçar...]
;)

beijos!